27 de ago de 2012

Poema: A Despedida

Tchau pessoas
vou mim embora;
procurar o meu lugar
A minha casa
A minha fortaleza
Vou procurar algum espaço
em que eu me encaixe
Algum lugar que eu
encontre o que procuro
que me encontre;
que me procure;
que essa despedida
não seja verdadeira
que eu não seja verdadeira
e que tudo não passe de um sonho.
Comentários
0 Comentários

0 Comentários:

Postar um comentário

 

Doce Cereja Amarga Copyright © 2012 Design by Doce Cereja Amarga and Antonia Sundrani Vinte e poucos